O Paulistão começa no próximo sábado (27) com uma curiosidade: nenhum dos 16 técnicos que iniciam a competição foram campeões em edições passadas. Um dos motivos é que quase metade deles farão a estreia no maior estadual do Brasil nesta temporada.

Principais vencedores do futebol paulista, Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo terão como comandantes Vagner Mancini, Abel Ferreira, Ariel Holan e Hernán Crespo. Desses, apenas Mancini já comandou no estadual. O português Ferreira substituiu Luxemburgo, maior vencedor do torneio, após o título estadual palmeirense em 2020, enquanto os outros dois devem fazer suas estreias no futebol brasileiro exatamente na rodada de abertura do Paulistão.

Doriva, último técnico campeão por um time do interior – Ituano, em 2014 -, servirá apenas de inspiração para os outros 12 comandantes. Pintado, técnico da Ferroviária em 2021, é quem mais vezes disputou o Paulistão. Desde que estreou pelo Atlético Sorocaba, em 2005, ele já participou de 10 edições. Outro experiente é Paulo Roberto, que pelo segundo ano consecutivo dirige o Santo André e chegará à sua sexta participação. O mais longevo por um mesmo clube, porém, é Vinícius Bergantin, que comanda o Ituano desde o Paulistão 2018.

Festival de estreantes
Além dos três estrangeiros comandantes de Palmeiras, São Paulo e Santos, mais quatro técnicos comandarão no Paulistão pela primeira vez. Alan Aal, que chega ao Guarani após acesso com o Cuiabá na Série B, além de Edson Vieira, bastante conhecido nas divisões menores e que dirigirá o São Bento, e Wilson Júnior, aposta do São Caetano. Escolhido pela Ponte Preta, Fábio Moreno comandou a equipe interinamente por um jogo em 2020. Nesta temporada, ele estreia como comandante de fato.

Confira abaixo os 16 técnicos que iniciam a competição (em destaque o número de participações anteriores):
Dos 16 técnicos que iniciam o Paulistão 2021, sete são estreantes

Deixe uma resposta