O Campeonato Paulista de 1921 reuniu 12 equipes na disputa pelo título da competição. A edição disputada há um século conta com uma das mais emblemáticas partidas da história entre Palmeiras e Corinthians. O alviverde, ainda nomeado Palestra Itália, venceu o último jogo do campeonato, tirou o título das mãos corintianas e deu ao Paulistano um verdadeiro presente de Natal.

Paulistano e Palestra Itália iniciaram o campeonato como favoritos. O primeiro havia sido tetracampeão entre 1916 e 1919, enquanto o time da colônia italiana tinha conquistado o seu primeiro título no ano anterior. O Corinthians, campeão da Liga Paulista de Foot-ball em 1914 e 1916, também tinha um forte time e buscava encerrar o jejum de conquistas.

No dia 21 de abril, o campeonato teve início com a partida entre Internacional e Minas Gerais, vencida pelo primeiro por 2 a 1. No dia 1º de maio, houve o primeiro embate entre Palestra Itália e Paulistano, que ganhou por 4 a 1. O time palestrino ainda perderia para o Internacional (3 a 2) e veria os rivais Paulistano e Corinthians dispararem na liderança.

Os dois seguiram com 100% de aproveitamento até o primeiro encontro entre eles, quando houve um empate. Com isso, o Palestra Itália, que venceu todos os jogos seguintes, encurtou a vantagem para três pontos. Na última rodada do turno, foi a vez do confronto entre corintianos e palestrinos, que venceram por 3 a 1 e tiraram a invencibilidade do rival. O Paulistano agradeceu e fechou o turno na liderança, com 21 pontos, dois a mais que o Corinthians e três a mais que o Palestra.

Com o Paulistano perdendo dois pontos por causa de escalação irregular de jogadores em uma partida contra o Ypiranga, a vantagem na pontuação foi eliminada. No dia 6 de novembro, Paulistano e Palestra Itália voltaram a se enfrentar. Novamente o CAP levou a melhor – 1 a 0 -, e praticamente eliminou as chances de título do adversário.

Decisão

Com um ponto de vantagem para o Corinthians, que havia empatado com o Santos, o Paulistano teve a chance de conquistar a taça no confronto direto. O Timão, porém, saiu vitorioso por 2 a 0 e ficou em vantagem, dependendo apenas de si para ser campeão. O Paulistano encerrou sua participação vencendo Internacional, AA das Palmeiras e Sírio. O Corinthians, porém, venceu o Minas Gerais e entrou no jogo final dependendo de uma vitória sobre o Palestra Itália, que já não tinha mais chances.

Curiosamente, antes da partida ventilou-se a hipótese de corpo-mole palestrino, para prejudicar o Paulistano. Em campo, porém, o que se viu foi uma enorme superioridade alviverde em pleno 25 de dezembro. Martinelli, aos 20, abriu o placar. Precisando de um empate para ao menos igualar o Paulistano em pontos, o Corinthians tentou, mas viu o rival ampliar com Imparato. Heitor ainda faria o terceiro e garantiria a vitória palestrina e o título do Paulistano.

Sobreviventes

Das 12 equipes que disputaram o campeonato, apenas quatro ainda seguem no futebol profissional. Além do Palestra Itália, hoje Palmeiras, e Corinthians, também estavam presente Santos e Portuguesa, que jogava em parceria com o Mackenzie. Paulistano, Germânia, Ypiranga e Sírio ainda existem como clubes sociais e mantêm atividades em outros esportes. Já Minas Gerais, AA São Bento, AA das Palmeiras e Internacional foram extintos no decorrer dos anos.

Classificação final
1 – Paulistano (39pts)
2 – Palestra Itália e Corinthians (38pts)
4 – São Bento (25pts)
5 – Ypiranga (22pts)
6 – Minas Gerais (21pts)
7 – Sírio (20pts)
8 – Portuguesa-Mackenzie (17pts)
9 – AA das Palmeiras (14pts)
10 – Santos (11pts*)
11 – Internacional (10pts*)
12 – Germânia (7pts)
*um dos jogos entre Santos e Internacional não foi realizado

Deixe uma resposta