Em busca do acesso para o Paulistão, os clubes participantes da Série A2 de 2021 foram atrás de atletas que já conseguiram o feito em suas carreiras. Ao todo, são 71º atletas que buscam repetir o sucesso. Apenas o Red Bull Brasil, único time que não pode subir pelo regulamento, não tem nenhum jogador que já conquistou a promoção. Já a Portuguesa é quem mais aposta nos promovidos, com 10 atletas no total.

Reis do Acesso
Dois jogadores entre os 71 que já conquistaram o acesso são os recordistas: Jobinho e Velicka. O primeiro vestirá a camisa do Rio Claro, time pelo qual conquistou o acesso em 2013. Também subiu com Rio Branco, Bragantino e Santo André. Já Velicka coleciona acessos com Monte Azul, Linense, Comercial e Audax, e, em 2021, defenderá o Sertãozinho.

Confira abaixo a lista completa dos atletas que já conquistaram os acessos em edições anteriores e estarão presentes na Série A2 de 2021:

Água Santa (7 / 11)
Oliveira (1 – Barueri 2006)
Rodrigo Sam (1 – Marília 2014)
Alex Reinaldo (3 – União Barbarense 2012, São Caetano 2017 e 2020)
Luis Ricardo (1 – Portuguesa 2013)
João Paulo (3 – XV de Piracicaba 2010, Rio Claro 2013 e São Bento 2014)
Lelê (1 – Oeste 2015)
Bambam (1 – São Bento 2020)

Atibaia (3 / 3)
Jeferson Reis (1 – Capivariano 2014)
Jean Pablo (1 – Inter de Limeira 2019)
Paraíba (1 – Mirassol)

Juventus (4 / 4)
André Dias (1- Noroeste 2010)
Apodi (1 – Santo André 2016)
Will (1 – Santo André 2019)
Joel Vinicius (1 – São Caetano 2020)

Monte Azul (2 / 3)
Elvis (1 – Inter de Limeira – 2009)
Gilsinho (2 – Barueri 2006 e Linense 2010)

Oeste (3 / 5)
Rodolfo (2 – Ferroviária 2015 e Oeste 2018)
Sandoval (2 – São Caetano 2017 e 2020)
Salomão (1 – Guarani 2018)

Osasco Audax (2 / 2)
Rodrigo Sabiá (1 – Sorocaba 2012)
Jorge Eduardo (1 – Audax 2013)

Portuguesa (10 / 12)
Dheimison (2 – Audax 2013 e Água Santa 2015)
Thomazella (1 – Santo André 2019)
Gilberto Alemão (2 – Rio Claro 2013 e Bragantino 2017)
Fabricio (1 – Monte Azul 2009)
Denis Neves (1 – Santo André 2019)
Fabricio (1 – Santo André 2019)
Rapahel Toledo (1 – Santo André 2019)
Raphael Luz (1 – Oeste 2018)
Maikinho (1 – Santo André 2019)
Erminio (1 – São Caetano 2017)

Portuguesa Santista (8 / 8)
João Gabriel (1 – Rio Claro 2013)
Diego Borges (1 – XV de Piracicaba 2011)
Renan (1 – Novorizontino 2015)
Brumati (1 – Rio Preto 2007)
Léo Costa (1 – Santo André 2008)
França (1 – Inter de Limeira 2009)
Rodriguinho (1 – Rio Branco 2009)
Bruninho (1 – Atlético Sorocaba 2012)

Red Bull Brasil (0)

Rio Claro (6 /11)
Rafael Pascoal (1 – Bragantino 2017)
Acácio (1 – São Caetano 2020)
Juliano (2 – União Barbarense 2012 e Bragantino 2017)
Bruno Formigoni (2 – Red Bull Brasil 2014 e Inter de Limeira 2019)
Jair (1 – São Bento 2019)
Jobinho (4 – Rio Branco 2009, Rio Claro 2013, Bragantino 2017 e Santo André 2019)

EC São Bernardo (5 / 6)
Dudu (1 – São Caetano 2020)
Diego (1 – Portuguesa 2013)
Dudu Lima (1 – São Bernardo FC 2012)
Victor Sapo (1 – Santo André 2019)
Raul (2 – São Bernardo FC 2012 e Red Bull Brasil 2014)

São Bernardo FC (3 / 4)
Leandro Amaro (2 – Mirassol 2016 e Oeste 2018)
Patrick (1 – Ferroviária 2015)
Thiago Primão (1 – São Bento 2020)

Sertãozinho (3 / 6)
João Guilherme (1 – Comercial 2013)
Malcoon (1 – Inter de Limeira 2019)
Velicka (4 – Monte Azul 2009, Linense 2010, Comercial 2011, Audax 2013)

Taubaté (4 / 4)
Rhuan (1 – Santo André 2019)
Oliveira (Inter de Limeira 2019)
Doni (1 – Rio Claro 2013)
Betinho (1 – Oeste 2018)

Velo Clube (3 / 3)
Eduardo (1 – Novorizontino)
Judson (1 – São Bernardo FC 2012)
Luis Roberto (1 – Inter de Limeira 2019)

XV de Piracicaba (8 / 10)
Tom (1 – Novorizontino)
Renan Dutra (1 – São Caetano 2020)
Gustavo (1 – São Caetano 2020)
Maicon Souza (1 – Rio Claro 2009)
Baraka (1 – Oeste 2008)
Mazinho (2 – Oeste 2008 e 2018)
Guilherme Garré (2 – Santo André 2016 e 2019)
Jean Dias (1 – São Caetano 2020)

*com informações do site ogol.com.br

Deixe uma resposta