Foram seis jogos em 11 dias. O que muitos chamam de maratona, mais pareceu uma corrida de 100 metros, tamanha a velocidade com que o calendário da Série A2 correu. Após um período insano, que chegou ao fim, Oeste e Atibaia saem como os maiores vencedores, enquanto o Red Bull Brasil foi quem mais perdeu posições.

Com 13 pontos ganhos em 18 disputados, Oeste e Atibaia conseguiram aproveitar bem a série de jogos seguidos. O time de Barueri, que dividia a liderança com Água Santa e XV de Piracicaba na parada, se isolou. Já o Atibaia era o oitavo colocado quando o torneio foi paralisado e agora é o terceiro, sendo o time que mais ganhou posições.

Por outro lado, o Red Bull Brasil, quarto colocado na parada, despencou para a 10ª colocação, fruto de ter conquistado somente quatro pontos após o retorno do campeonato. O desempenho do Touro Vermelho só foi melhor do que do Sertãozinho, que somou apenas dois pontos e é o único time que não venceu no torneio.

Média de gols
Dividindo o campeonato entre antes e depois da parada, a média de gola caiu 0,25 por partida. Nas quatro primeiras rodadas, foram marcados 68 gols em 32 jogos (média de 2,12). Já nas seis rodadas pós-parada foram 95 gols em 48 jogos (média 1,97).

O campeonato seguirá na semana que vem, mas com jogos sendo disputados em um intervalo maior de tempo. As rodadas 11, 12 e 13 serão disputadas na segunda (3), quinta (6) e domingo (7).

Confira abaixo quantos pontos cada equipe conquistou entre as rodadas 5 e 10 e as posições antes e depois:

13 – Oeste (2º/1º) e Atibaia (8º/3º)
10 – Água Santa (1º/2º) e Portuguesa (12º/9º)
9 – Portuguesa Santista (9º/6º) e Osasco Audax (15º/12º)
8 – Taubaté (14º/14º) e Rio Claro (5º/5º)
7 – Juventus (6º/7º), São Bernardo FC (7º/8º) e XV de Piracicaba (3º/4º)
6 – EC São Bernardo (16º/15º) e Monte Azul (11º/11º)
5 – Velo Clube (10º/13º)
4 – Red Bull Brasil (4º/10º)
2 – Sertãozinho (13º/16º)

Deixe uma resposta