Ruben Fontes Neto

Após uma primeira fase muito disputada na parte de cima da tabela da Série A3, oito equipes seguem em busca do acesso para o segundo escalão do futebol paulista. Pelo segundo ano consecutivo o Noroeste fecha a primeira etapa na liderança, mas dessa vez com poucas estatísticas em destaque.

Melhor time de ponta a ponta em 2020, o Noroeste repetiu a dose em 2021. Em todas as rodadas o time de Bauru foi líder ou teve a mesma pontuação do primeiro colocado (na quinta rodada, esteve em 2º por conta do critério de cartões amarelos). O principal trunfo da equipe foi o desempenho como visitante, onde ganhou 17 dos seus 28 pontos.

O desempenho fora de casa, inclusive, foi o diferencial no campeonato, tanto que dos oito melhores visitantes, sete deles estão classificados para as quartas de final, enquanto os dois piores foram rebaixados. Já, dos oito melhores mandantes, três estão fora, incluindo o Capivariano, que teve o melhor aproveitamento jogando em casa.

Quem chamou a atenção foi o Nacional. A equipe da capital conseguiu um feito pouco usual, que é ter o melhor ataque do torneio (30 gols marcados) e a pior defesa (25 gols sofridos, assim como os rebaixados Batatais e Penapolense). Por conta disso, teve dificuldades e ficou apenas com a oitava colocação na primeira fase.

Também do Nacional vem o artilheiro do torneio. Éder Paulista balançou as redes 12 vezes na primeira fase e praticamente garantiu a artilharia, já que o mais próximo é Rafael Tanque, do Comercial, que marcou oito vezes, mas não joga mais.

Confira os números e curiosidades do torneio:

Jogos: 120
Vitória dos mandantes: 44 (36,7%)
Vitória dos visitantes: 37 (30,8%)
Empates: 39 (32,5%)
Placar mais frequente: 0x0 (17)
Maior goleada: Comercial 5×0 Rio Preto
Jogo com mais gols: Linense 4×4 Comercial
Melhor mandante: Capivariano – 70,8% (17pts/8J)
Melhor visitante: Noroeste – 70,8% (17pts/8J)

Maior sequência de vitórias: Barretos, Capivariano, Noroeste, Primavera, São José e Votuporanguense – 3
Maior sequência invicta: Votuporanguense – 12
Maior sequência de empates: Bandeirante, Batatais, Comercial, Marília, Primavera e Votuporanguense – 3
Maior sequência de derrotas: Batatais – 4
Maior sequência sem vencer: Penapolense – 15

Gols: 288 (média 2,40 por jogo)

Gols de mandantes: 155 (53,8%)
Gols de visitantes: 133 (46,2%)
Gols no primeiro tempo: 121 (42%)
Gols no segundo tempo: 167 (58%)
Gols de pênalti: 30
Gols de falta: 5
Gols contra: 11

Melhor ataque: Nacional – 30 gols
Mais jogos em que marcou gols: Nacional – 14
Maior sequência de jogos marcando gols: Linense – 8
Melhor defesa: Marília – 11 gols sofridos
Mais jogos sem sofrer gols: Barretos e Marília – 9
Maior sequência de jogos sem sofrer gols: Barretos – 4

Rodadas na liderança: Noroeste (13), Marília e Comercial (1)
Rodadas no G8: Noroeste, Marília (15), Nacional e Linense (14), Primavera (13), Votuporanguense (12), Barretos (10), São José (8), Desportivo Brasil (7), Comercial (5), Batatais, Capivariano e Rio Preto (2) e Olímpia (1)
Rodadas na zona de rebaixamento: Penapolense (13), Batatais (9), Capivariano (4), Primavera e São José (2) e Bandeirante (1)

Artilharia
12 gols: Eder Paulista (Naiconal)
8 gols: Rafael Tanque (Comercial)
6 gols: Gustavo Nescau (Marília) e Junnior Batata (Barretos)
5 gols: Gabriel Barcos (Votuporanguense), Luiz Thiago (Noroeste), Neto Costa (Capivariano), Tito (Desportivo Brasil) e Yan (Linense)

Curiosidades

Levando em conta apenas os jogos entre os classificados, Primavera e Votuporanguense aparecem com o melhor desempenho. Confira a pontuação levando em conta só esses jogos: Primavera (16), Votuporanguense (14), Barretos (12), Noroeste e São José (9), Marília (7), Nacional (6) e Linense (4).

Resultados dos confrontos quartas de final na primeira fase: Nacional 1×2 Noroeste (10ªR), Barretos 1×3 Primavera (3ªR), Votuporanguense 0x0 Marília (2ªR) e São José 2×2 Linense (1ªR).

Dos eliminados, o Desportivo Brasil foi quem teve melhor desempenho contra o G8, somando nove pontos, seguido por Rio Preto (8), Bandeirante e Comercial (7), Capivariano e Batatais (6), Olímpia (4) e Penapolense (2).

O Nacional foi o time que mais perdeu pontos contra os rebaixados, sendo único derrotado pelo Batatais e ainda empatou com o Penapolense.

O Votuporanguense foi o único time que não perdeu em casa, enquanto o Penapolense foi o único que não venceu. Já como visitante, o Noroeste foi único que se manteve invicto, enquanto os rebaixados Batatais e Penapolense não conseguiram vencer.

Apenas um jogador conseguiu fazer três gols em uma mesma partida. O lateral Willian, do Linense, marcou três vezes no empate contra o Comercial por 4 a 4.

O artilheiro Eder Paulista marcou em 11 dos 15 jogos que o time fez na primeira fase. Dos 12 gols marcados por ele, quatro foram de pênaltis.

Confira a classificação da primeira fase:

Deixe uma resposta