SÉRIE A3: ÚLTIMA RODADA TERÁ 11 TIMES COM DISPUTAS IMPORTANTES; TORNEIO JÁ TEM SEIS CLASSIFICADOS

A Série A3 do Campeonato Paulista teve sua 14ª e penúltima rodada da fase inicial disputada neste sábado (22). Linense, Barretos Primavera, São José venceram e garantiram a classificação antecipada. Eles se juntam ao líder Noroeste e ao Votuporanguense, que já haviam se garantido na rodada passada, e disputarão as melhores colocações possíveis para o mata-mata. Já outras cinco equipes ainda disputam as últimas duas vagas.

Continuar lendo “SÉRIE A3: ÚLTIMA RODADA TERÁ 11 TIMES COM DISPUTAS IMPORTANTES; TORNEIO JÁ TEM SEIS CLASSIFICADOS”

SÉRIE A3: PENAPOLENSE VOLTA PARA A SEGUNDA DIVISÃO APÓS 14 ANOS; NOROESTE E VOTUPORANGUENSE GARANTEM VAGA

A 13ª rodada da Série A3 foi disputada nesta quinta-feira (20) e determinou a classificação antecipada de Noroeste e Votuporanguense. O mais marcante, porém, foi o rebaixamento do Penapolense. Sensação do futebol paulista na década passada, o CAP amargou o terceiro rebaixamento em seis anos e voltará para a Segunda Divisão após 14 temporadas.

Na parte de cima da tabela, a surpresa do dia foi a derrota do Linense para o Barretos. O time de Lins conseguiria a classificação antecipada se tivesse feito a lição de casa, mas acabou caindo para o quarto lugar, ultrapassado justamente pelo adversário.

A liderança segue com o Noroeste, que contra o frágil Batatais poupou seus principais jogadores, mas venceu por 2 a 1. O Votuporanguense tem a mesma pontuação, mas menos vitórias. Nesta rodada, chegou ao 12º jogo sem derrota ao vencer o Olímpia. Tanto Norusca quanto CAV foram beneficiados pelos tropeços do Nacional e do Bandeirante para se garantirem na próxima fase.

Rebaixamento
O Penapolense é o primeiro rebaixado no campeonato. Ainda sem vencer – a última vitória foi em 19 de agosto de 2020, pela Série A2 –, o time de Penápolis volta para a Segunda Divisão após 14 anos. Após subir em 2007, permaneceu na Série A3 e teve acessos seguidos em 2011 e 2012, chegando à elite estadual. Logo em seu primeiro ano, foi até as quartas de final, onde parou no São Paulo. No ano seguinte, novamente passou de fase e reencontrou o Tricolor, vencendo nos pênaltis, em pleno Morumbi e indo à semifinal, perdida para o Santos de Neymar.

Em 2015, porém, a equipe amargou o rebaixamento na última rodada, quando precisando de um empate foi derrotada pelo São Bento e viu o rival Linense vencer o Red Bull Brasil. O time ainda se manteve cinco anos na Série A2, mas sem nunca lutar pelo acesso. O segundo rebaixamento aconteceu em 2020.

Na Série A3 deste ano, a equipe esteve na zona de rebaixamento desde a primeira rodada e viu a queda ser confirmada após empatar com o Bandeirante. Até o momento são seis pontos somados, todos com empates, além de sete derrotas.

SÉRIE A3: 13ª RODADA PODE TER ATÉ QUATRO CLASSIFICADOS E REBAIXAMENTOS DEFINIDOS

Bastante disputada, a Série A3 do Campeonato Paulista pode conhecer seus primeiros classificados nesta quinta-feira (20), quando acontece a 13ª rodada da primeira fase. Com 21 pontos somados, Noroeste, Linense e Votuporanguense podem garantir a classificação antecipada se vencerem seus confrontos. O Nacional, com 19, também pode garantir a vaga amanhã dependendo de uma combinação de resultados. Por outro lado, Batatais e Penapolense podem voltar para a quarta divisão após mais de 10 anos. Confira as contas:

Apesar de estar em segundo lugar, o Linense é quem tem a situação mais cômoda, já que tem um confronto direto contra o Barretos. Se vencer, estará classificado.

O Noroeste é líder e além de ganhar precisa de mais um resultado: que Primavera, Bandeirante, Barretos ou Nacional percam pontos.

Na terceira colocação, o Votuporanguense tem uma vitória a menos e, por isso, precisa de um resultado a mais. Nesse cenário, o CAV, além de vencer o seu jogo, torce para que mais duas combinações ocorram entre quatro resultados: Bandeirante e Capivariano não vencerem e derrotas de Nacional e Primavera.

Na quarta colocação, o Nacional tem chance bastante remota de avançar de fase já na 13ª rodada, mas ela existe. O time da capital precisa vencer e torcer para a derrota do Desportivo Brasil e que Bandeirante e Capivariano não ganhem.

Rebaixamento
Do outro lado da tabela, os dois rebaixamentos podem se definir. Lanterna da competição com cinco pontos, o Penapolense não tem outra escolha a não ser ganhar. Ainda assim, teria que torcer para que Olímpia e Rio Preto não vençam.

Já o Batatais tem nove pontos e estará rebaixado caso seja derrotado e Olímpia e Rio Preto somem três pontos em seus jogos e o Comercial consiga empatar.

Confira os jogos da 13ª rodada:

Votuporanguense x Olímpia
Capivariano x Rio Preto
Primavera x Desportivo Brasil
Nacional x São José
Batatais x Noroeste
Linense x Barretos
Penapolense x Bandeirante
Marília x Comercial

MIRASSOL É O MELHOR DO INTERIOR PELO SEGUNDO ANO SEGUIDO E QUEBRA TABU DE 30 ANOS

Pelo segundo ano consecutivo o Mirassol foi o melhor time do interior no Paulistão. Terceiro colocado no ano passado, o Mirassol terminou em quarto em 2021 e quebrou um tabu que já durava três décadas, já que em 1989 e 1990 o Bragantino foi o último time interiorano a chegar entre os quatro melhores do campeonato em dois anos consecutivos (levantamento de Bruno Miotto).

Continuar lendo “MIRASSOL É O MELHOR DO INTERIOR PELO SEGUNDO ANO SEGUIDO E QUEBRA TABU DE 30 ANOS”

SÉRIE A3: NOROESTE LIDERA ISOLADO E TIMES QUE PARTICIPARAM DA ELITE ESTÃO NA ZONA DE REBAIXAMENTO

A sexta rodada da Série A3 do Campeonato Paulista foi disputada neste sábado (1º de Maio) e encerrou uma sequência de três jogos em cinco dias para as equipes. O Noroeste, que chegou a perder a ponta para o Marília na jornada passada, é o líder, enquanto Capivariano e Penapolense, que jogaram o Paulistão recentemente, estão na zona de rebaixamento.

Continuar lendo “SÉRIE A3: NOROESTE LIDERA ISOLADO E TIMES QUE PARTICIPARAM DA ELITE ESTÃO NA ZONA DE REBAIXAMENTO”

SÉRIE A3 – 4ª RODADA: APÓS 45 DIAS, TORNEIO VOLTA COM MUITOS GOLS

Com muitos gols, a Série A3 do Campeonato Paulista voltou após 45 dias. Ao todo, a rede balançou 25 vezes em oito jogos (média de 3,12). Os destaques da rodada foram Olímpia e Batatais. O líder Noroeste apenas empatou em casa, enquanto o Penapolense segue sem vencer e se afundou na lanterna.

O primeiro gol da retomada da Série A3 saiu no jogo entre Votuporanguense e Comercial. Os visitantes abriram dois gols de vantagem, mas o artilheiro Gabriel Barcos também fez dois e igualou o duelo.

Em um confronto direto dentro do G8, o Desportivo Brasil venceu o Marília, que ainda não havia tomado gols até então. Outro duelo que envolvia times que estavam na zona de classificação foi Primavera e Linense. O time de Indaiatuba venceu e, com isso, derrubou o adversário para a 10ª colocação.

O Noroeste tinha 100% de aproveitamento e encarou o São José. Apesar de conseguir empatar com o líder fora de caça, o São José entrou na zona de rebaixamento e segue sem vencer no campeonato no ano de sua volta.

Quem também não venceu ainda é o Penapolense. Semifinalista do Paulistão em 2014, a equipe foi derrotada em casa por 3 a 0 para o Olímpia e está na lanterna do campeonato. Já o adversário venceu a primeira na competição e saltou da 14ª para a 7ª colocação.

No jogo com mais gols da rodada, o Batatais venceu o Nacional por 4 a 2. Após três empates, foi a primeira vitória da equipe que segue invicta e agora no G8.

Confira abaixo a classificação do campeonato:

SUPERLIGA DE SÃO PAULO? RELEMBRE QUANDO O INTERIOR PAULISTA SOFREU COM O ELITISMO

A criação da Superliga europeia reunindo 12 dos principais clubes do continente agitou o mundo do futebol. Sem rebaixamento dos fundadores, convites para um grupo exclusivo e muito dinheiro para os envolvidos. A ideia elitista, porém, não é novidade no futebol e mesmo os clubes paulistas menores já sofreram com isso. Confira abaixo algumas das vezes em que criou-se uma ‘Superliga de São Paulo’.

Continuar lendo “SUPERLIGA DE SÃO PAULO? RELEMBRE QUANDO O INTERIOR PAULISTA SOFREU COM O ELITISMO”

APENAS OITO EQUIPES JÁ DERROTARAM OS QUATRO GRANDES EM UMA MESMA EDIÇÃO DO PAULISTÃO

Por Ruben Fontes Neto

Os grandes Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo são, sem dúvidas, os mais temidos times a serem enfrentados no Paulistão. Maiores vencedores do estadual, eles levam vantagem histórica sobre os demais concorrentes. Vencê-los uma vez já é motivo de comemoração. As equipes que venceram os quatro ao longo da história já consideram uma glória. Porém, apenas oito equipes do futebol paulista fizeram a quadra sobre os grandes em uma única edição do Paulistão. Confira abaixo quem são.

>>> Siga o 1902futebol no Instagram
>>> Siga o 1902futebol no Twitter

A Portuguesa Santista estreou no Paulistão em 1929, mas somente em 1935 passou, de fato, a fazer parte da elite estadual. Naquele mesmo ano, o Santos faturava seu primeiro Campeonato Paulista. No ano seguinte, então, cada um do quarteto detinha ao menos um título da elite estadual pela primeira vez. O Corinthians somava 8 conquistas, o Palmeiras 5 e o São Paulo tinha sido campeão em 1931. No entanto, isso não amedrontou a Portuguesa Santista, que se tornou o primeiro time a vencer os quatro em uma edição do Paulistão. Ao final do torneio, a equipe rubro-verde foi 3ª colocada.

Somente após 16 anos o feito voltou a acontecer. Quinta força do futebol paulista na metade do século passado, a Portuguesa conseguiu pela primeira vez derrotar os seus maiores rivais em uma mesma edição do Paulistão em 1952. Embalada, a rubro-verde ainda voltaria a repetir o feito em mais quatro ocasiões: 1960 (vice-campeã), 1964 (3ª colocada), 1975 (vice-campeã) e 1977 (3ª).

Além da Portuguesa, o Guarani também conseguiu derrotar os quatro grandes em 1964. Bem estabelecido na elite, o Bugre foi apenas o sétimo colocado naquela edição. Apesar disso, a campanha entrou para a história ao conseguir derrotar os maiores vencedores do torneio com direito a 5 a 1 sobre o Santos de Pelé, que perdeu um pênalti na partida.

Quem mais?

Com um grande time, a Ferroviária fez bela campanha em 1969 e terminou em sexto lugar. Jogando duas vezes contra cada um dos grandes, conseguiu fazer a quadra o que a deixou com chances de classificação para o quadrangular final faltando seis rodadas. O time, porém, sofreu uma queda de rendimento nos últimos jogos e não conseguiu se infiltrar na disputa pela taça.

Em 1978, o Guarani foi campeão brasileiro. Logo após o torneio, houve a disputa do Paulistão. O Bugre manteve a boa fase e fez ótima campanha no estadual, vencendo novamente os principais concorrentes pelo título. Na semifinal, entretanto, acabou derrotado pelo Santos e dando adeus ao campeonato.

Em 1980, duas equipes alvinegras entraram para o seleto grupo. A Inter de Limeira, em apenas seu segundo ano na elite, surpreendeu e terminou em sexto lugar com direito a vitórias sobre Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo. Já o Comercial foi apenas o 10º, mas também conseguiu derrotar o quarteto.

O alvinegro de Ribeirão Preto conseguiria um feito inédito em 1981, quando mais uma vez derrotou os quatro grandes. Pela primeira vez um clube conquistava a marca de forma consecutiva. Além do Comercial, o arquirrival Botafogo, o Guarani e o São José também conseguiram vencer Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo. Assim, pela primeira vez quatro equipes conseguiam fazer a ‘quadra’ em uma mesma edição. Apesar disso, o São Paulo foi o campeão.

Campeões prejudicados

A lista poderia contar com mais dois elementos que foram campeões paulistas. Em 2004, o São Caetano faturou o título após 15 jogos. Porém, como estava em grupo diferente do que o Corinthians na primeira fase, não enfrentou o alvinegro, que não se classificou para o mata-mata.

Já o Ituano, campeão de 2014, estava no mesmo grupo do Corinthians, mas o regulamento previa que eles só se enfrentariam nas quartas de final. O time alvinegro foi o terceiro da chave, atrás também do Botafogo, e ficou de fora do caminho.

Tanto São Caetano quanto Ituano venceram Palmeiras, Santos e São Paulo na campanha dos títulos estaduais.

Próximo da lista

Com o Paulistão 2021 paralisado após quatro rodadas disputadas, quem, em tese, está mais próximo é o Novorizontino, que derrotou o São Paulo. Essa, inclusive, é a única derrota do quarteto fora dos clássicos no estadual. O time aurinegro ainda enfrenta Corinthians e Santos na primeira fase e, se conseguir se classificar, poderia encarar o Palmeiras nas quartas de final.

Vale destacar, porém, que todas as outras 11 equipes ainda têm chances considerando os confrontos restantes da primeira fase e possíveis cruzamentos do mata-mata.

Grandes do Paulistão

FERROVIÁRIA VENCE NOVAMENTE A LIBERTADORES FEMININA E FUTEBOL PAULISTA SOMA 9 CONQUISTAS

A Ferroviária é a campeã da Libertadores Feminina 2020. Na decisão, o time de Araraquara venceu o América de Cali-COL por 2 a 1, com gols de Sochor e Aline Milene. Essa foi o segundo título das Guerreiras Grenás, que já haviam sido campeãs em 2015.

Com o título da Ferroviária, o futebol paulista alcançou 9 títulos em 12 edições. O São José, com três conquistas é o maior vencedor da história.

Confira abaixo os títulos paulistas no torneio:

SÃO BERNARDO x SÃO BERNARDO: ENCONTRO DE HOMÔNIMOS NÃO É INÉDITO NO FUTEBOL PAULISTA

O futebol paulista terá um confronto bastante curioso nesse fim de semana. Pela primeira vez, São Bernardo Futebol Clube e Esporte Clube São Bernardo se enfrentarão em uma partida profissional. O encontro de homônimos de São Bernardo do Campo, porém, não é a primeira vez que colocará frente a frente equipes de mesmo nome e cidade.

Continuar lendo “SÃO BERNARDO x SÃO BERNARDO: ENCONTRO DE HOMÔNIMOS NÃO É INÉDITO NO FUTEBOL PAULISTA”

COPA DO BRASIL: COM ESTREIAS DE MARÍLIA E MIRASSOL, FUTEBOL PAULISTA CHEGARÁ A 36 REPRESENTANTES NA HISTÓRIA

A Copa do Brasil 2021 começa nesta quarta-feira para o futebol paulista com a Ponte Preta visitando o Gama-DF. Além da Macaca, a edição de 2021 ainda terá Palmeiras, Santos e São Paulo, que entram na segunda fase, e Corinthians, Red Bull Bragantino, Marília e Mirassol, que também iniciam na fase inicial. Os dois últimos farão as suas estreias na competição elevando o número de participantes paulistas na história para 36.

Palmeiras e Corinthians são os recordistas de participações, com 25 cada. O Verdão conquistou o seu quarto título no último fim de semana, enquanto o alvinegro soma três conquistas. São Paulo, Santos, Portuguesa, Ponte Preta e Guarani são os outros times que acumulam mais de 10 participações. Desses, apenas o Santos foi campeão. Os outros títulos paulistas foram conquistados por Santo André e Paulista.

Confira abaixo todos os participantes paulistas na história da Copa do Brasil:

SÉRIE A3 COMEÇA COM REMANESCENTES EM DESTAQUE

A Série A3 do Campeonato Paulista se iniciou neste fim de semana. Seis times venceram na primeira rodada e saíram na frente pela disputa das oito vagas no mata-mata. Curiosamente, todas elas são remanescentes do torneio da temporada passada.

Rebaixados na Série A2 de 2020, Votuporanguense e Penapolense estrearam com derrotas para Rio Preto e Barretos, respectivamente. Já São José e Bandeirante, recém-promovidos da Segunda Divisão, também não conseguiram vencer.

O melhor ataque da rodada inicial foi o Nacional, que marcou três vezes contra o Olímpia. Outras seis equipes saíram de campo sem sofrer gols. Confira os números da primeira rodada:

Jogos: 8
Vitória de Mandantes: 3
Vitória de Visitantes: 3
Empates: 2
Resultado mais frequente: 2×0 (2)

Gols: 19 (média 2,38)
Gols de mandantes: 10
Gols de visitantes: 9
Gols no 1º tempo: 7
Gols no 2º tempo: 12

Melhor ataque: Nacional (3 gols marcados)
Melhor defesa: Barretos, Comercial, Marília, Rio Preto, Batatais e Desportivo Brasil (0 gols sofridos)

Confira os resultados e a classificação: