SÉRIE A3: CONHEÇA OS TÉCNICOS QUE BUSCARÃO O ACESSO; CINCO JÁ CONSEGUIRAM

A Série A3 do Campeonato Paulista começa neste fim de semana e a grande maioria dos treinadores que iniciam a competição ainda buscam o primeiro acesso nesse escalão. Dos 16, apenas cinco já têm uma subida para a Série A2 no currículo. Nos últimos anos porém, os técnicos novatos tiveram mais sucesso.

Comandando o Noroeste pelo segundo ano consecutivo, Luiz Carlos Martins é quem mais acumula acessos da Série A3 para a Série A2. Ao todo, são quatro, incluindo um com o próprio Noroeste em 1995. Também subiu Matonense (1996), União Barbarense (1997) e Guaçuano (1992). Em 2020, o time liderou a primeira fase, mas acabou perdendo a semifinal contra o Velo Clube.

Também com muito sucesso na divisão, Edison Só estará comandando o Linense em 2021. O técnico já foi bicampeão da competição com Sertãozinho (2004) e Botafogo (2006). Também conseguiu a subida com a Ferroviária (2007).

A lista de técnicos com acessos ainda conta com Márcio Ribeiro (Água Santa 2014), João Martins (Osvaldo Cruz 2009) e Guilherme Alves (Novorizontino 2013).

Últimas temporadas
Nas últimas três edições, a Série A3 viu treinadores inéditos conquistarem o acesso. Em 2020, Cléber Gaúcho levou o Velo Clube ao título tendo o EC São Bernardo, de Renato Peixe, como vice. Em 2019, os acessos foram conquistados por Robélio Cavalinho e Régis Angeli, com Osasco Audax e Monte Azul, respectivamente. Por fim, em 2018, Betão Alcântara foi campeão com o Atibaia – já havia subido o Rio Preto anteriormente -, enquanto Sérgio Guedesfoi o vice com a Portuguesa Santista.

Confira os 16 técnicos da Série A3 2021:

SÉRIE A2: TÉCNICOS QUE INICIAM TORNEIO JÁ ACUMULAM 12 ACESSOS

A Série A2 do Campeonato Paulista começa no próximo sábado (21) e, dos 16 técnicos que iniciam a competição, metade já tem um acesso conquistado para o Paulistão em seus currículos. Luciano Dias, com quatro, é o recordista.

Comandante do Monte Azul na edição de 2021, o técnico acumula quatro subidas para o Paulistão. A primeira delas aconteceu em 2007, com o Rio Preto. No ano seguinte foi o comandante do Botafogo. Repetiu o feito em 2010, com o Noroeste, e pela última vez em 2012, com o São Bernardo FC.

Quem também tem mais de um acesso conquistado na divisão é Moisés Egert. Comandante do XV de Piracicaba em 2021, foi pelo mesmo clube que conquistou o seu primeiro acesso e título 10 anos atrás. Em 2016, voltou a subir, dessa vez com o Mirassol.

Outros seis treinadores conquistaram o acesso uma única vez, sendo três deles pelo Santo André: Sérgio Soares (2008), Toninho Cecílio (2016) e Fernando Marchiori (2019). Na atual edição eles comandam Juventus, Taubaté e Portuguesa, respectivamente. Roberto Cavalo, técnico do Oeste em 2021, levou o time à elite em 2018. Já a dupla rioclarense será comandada por Alberto Félix (campeão com o Bragantino em 2017) e João Vallim (acesso com a Inter de Limeira em 2019).

Confira abaixo os técnicos da Série A2 2021:

COM SETE ESTREANTES, PAULISTÃO DEVE TER TÉCNICO CAMPEÃO INÉDITO

O Paulistão começa no próximo sábado (27) com uma curiosidade: nenhum dos 16 técnicos que iniciam a competição foram campeões em edições passadas. Um dos motivos é que quase metade deles farão a estreia no maior estadual do Brasil nesta temporada.

Principais vencedores do futebol paulista, Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo terão como comandantes Vagner Mancini, Abel Ferreira, Ariel Holan e Hernán Crespo. Desses, apenas Mancini já comandou no estadual. O português Ferreira substituiu Luxemburgo, maior vencedor do torneio, após o título estadual palmeirense em 2020, enquanto os outros dois devem fazer suas estreias no futebol brasileiro exatamente na rodada de abertura do Paulistão.

Doriva, último técnico campeão por um time do interior – Ituano, em 2014 -, servirá apenas de inspiração para os outros 12 comandantes. Pintado, técnico da Ferroviária em 2021, é quem mais vezes disputou o Paulistão. Desde que estreou pelo Atlético Sorocaba, em 2005, ele já participou de 10 edições. Outro experiente é Paulo Roberto, que pelo segundo ano consecutivo dirige o Santo André e chegará à sua sexta participação. O mais longevo por um mesmo clube, porém, é Vinícius Bergantin, que comanda o Ituano desde o Paulistão 2018.

Festival de estreantes
Além dos três estrangeiros comandantes de Palmeiras, São Paulo e Santos, mais quatro técnicos comandarão no Paulistão pela primeira vez. Alan Aal, que chega ao Guarani após acesso com o Cuiabá na Série B, além de Edson Vieira, bastante conhecido nas divisões menores e que dirigirá o São Bento, e Wilson Júnior, aposta do São Caetano. Escolhido pela Ponte Preta, Fábio Moreno comandou a equipe interinamente por um jogo em 2020. Nesta temporada, ele estreia como comandante de fato.

Confira abaixo os 16 técnicos que iniciam a competição (em destaque o número de participações anteriores):
Dos 16 técnicos que iniciam o Paulistão 2021, sete são estreantes